Notícias

Imagem

Rio Branco do Sul cria mapa interativo para combater desigualdades sociais

Dashboard cruza bases de dados federais com cartografia do município

Para qualificar e direcionar corretamente as políticas públicas, o  município de Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, desenvolveu o projeto Mapa das Desigualdades, que consiste em um dashboard em Business Intelligence (BI) que cruza as bases de dados federais do Cadastro Único (CadÚnico), DataSUS e Censo Escolar com a cartografia municipal. 

Prefeita de Rio Branco do Sul, Karime Fayad, recebe o Certificado de Reconhecimento pelo projeto Mapa das Desigualdades.Desde 2021, a plataforma criada pela Secretaria de Planejamento e Defesa georreferencia dados sociais que evidenciam quais são os locais com maior concentração de pessoas vulneráveis para que sejam criadas políticas públicas. Com a iniciativa, a sociedade tem acesso às seguintes informações: número de pessoas catadoras de materiais recicláveis, analfabetas, imigrantes, vítimas de exploração infantil, entre outros dados.

“Um exemplo prático é: eu quero saber onde encontram-se as mulheres que são mães solos com filhos até seis anos e que estão em situação de extrema pobreza. Então, eu seleciono essas variáveis e o sistema cria um mapa de calor, indicando a quantidade de pessoas e a região do município em que elas estão, segmentando por faixa etária e raça”, explicou o Diretor de Planejamento e Vigilância Socioassistencial, Lucas Kogut.

O mapa está disponível em uma plataforma própria, divulgado no site da Prefeitura Municipal para que gestores públicos, sociedade civil e institutos de pesquisas possam acessá-lo e extraírem informações de forma fácil. A iniciativa não trouxe custos para o município, já que foram utilizadas apenas ferramentas e licenças gratuitas para o seu desenvolvimento.
 

Comente esta notícia

código captcha

O Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (SINDAFEP) utiliza alguns cookies de terceiros e está em conformidade com a LGPD (Lei nº 13.709/2018).

CLIQUE AQUI e saiba mais sobre o tratamento de dados feito pelo SINDAFEP. Nessa página, você tem acesso às atualizações sobre proteção de dados no âmbito do SINDAFEP bem como às íntegras de nossa Política de Privacidade e de nossa Política de Cookies.